Encontramos excesso de sódio em mais de 90% dos Wheys testados nos EUA

No Brasil, estima-se que aproximadamente 5 milhões de pessoas* consumam suplementos que prometem ajudá-las a ganhar músculos, perder peso e se sentir mais saudável. Mas muitas delas estão, sem saber, acrescentando algo a mais em suas dietas – colheradas de excesso de sódio.

cellucor whey com excesso de sódio

Whey Cellucor: 93,5% a mais de sódio que o informado no rótulo

Nos EUA, onde o mercado de suplementação é muito maior, consumidores gastam anualmente em média 8 milhões de dólares apenas em suplementos de proteína, como o Whey Protein. Pensando nisso, a matriz americana da Labdoor, localizada em São Francisco – CA, comprou as proteínas em pó e formulações prontas para beber mais vendidas nos EUA e realizou análises químicas para descobrir o que realmente está dentro desses produtos.

Dos 50 suplementos de proteína analisados pela Labdoor, foi encontrado em 47 deles uma quantidade maior de teor de sódio do que o que seus rótulos diziam em suas Informações Nutricionais.

Whey Gold Standard com excesso de sódio

Whey 100% Gold Standard: 63% de sódio acima do especificado no rótulo

Em média, os 50 suplementos proteicos tiveram excesso de sódio em relação ao que seus rótulos diziam em uma porcentagem alarmante de 91,7%.

Esses erros vão muito além de simples ‘variações de fabricação’“, disse Neil Thanedar, CEO da Labdoor. “Está claro que as empresas fabricantes de suplementos têm escolhido não respeitar o que dizem nos seus rótulos.

Dymatize Elite com mais sódio do que o rótulo

Dymatize Elite: 123,6% de sódio acima do escrito no rótulo

Shakes de proteína têm sido comumente usados por fisiculturistas e atletas profissionais. No entanto, empresas de suplementos estão cada vez mais procurando alvos homens e mulheres, de todas as idades, com novas marcas que prometem perda de peso, substituir refeições e aumentar o ganho de massa muscular.

Muitas proteínas em pó prometem rápido crescimento muscular. O excesso de sódio nestes níveis pode causar um inchaço significativo, o que pode enganar temporariamente os consumidores que acreditam nesse falso marketing”, disse Thanedar.

Syntha-6 com excesso de sódio

Syntha-6: 79,4% acima do que o rótulo dizia ter de sódio

Porém, há algumas boas notícias – pela primeira vez na Labdoor, todas as proteínas em pó testadas neste lote passaram nos testes para metais pesados como arsênio, chumbo, cádmio, bismuto, antimônio e prata (abaixo de 1 parte por milhão).

Muitos dos benefícios positivos da suplementação de proteína, incluindo o ganho muscular, supressão do apetite e perda de peso, são suportados por evidências científicas significativas. No entanto, sem uma compreensão exata do conteúdo real de seus suplementos de proteína, muitos consumidores são obrigados a arriscar a saúde em produtos desonestos”, Thanedar observou.

O relatório completo da Labdoor sobre suplementos de proteína está disponível em https://labdoor.com/rankings/protein.

Gostou do artigo? Quer saber mais do que realmente está dentro dos suplementos que você toma? Então inscreva-se na nossa newsletter, é grátis!

REFERÊNCIAS

*EXPONUTRITION. Dados do setor. Disponível em: <http://exponutrition.com.br/pt/a-feira/dados-do-setor/>. Acesso em: 13 de out. 2016.

Time formado por redatores com pós graduação e/ou doutorado nas áreas de saúde, dieta, suplementação e/ou treino, além de convidados especialistas em suas áreas.

Encontramos excesso de sódio em mais de 90% dos Wheys testados nos EUA

No Brasil, estima-se que aproximadamente 5 milhões de pessoas* consumam suplementos que prometem ajudá-las a ganhar músculos, perder peso e se sentir mais saudável. Mas muitas delas estão, sem saber, acrescentando algo a mais em suas dietas – colheradas de excesso de sódio.

cellucor whey com excesso de sódio

Whey Cellucor: 93,5% a mais de sódio que o informado no rótulo

Nos EUA, onde o mercado de suplementação é muito maior, consumidores gastam anualmente em média 8 milhões de dólares apenas em suplementos de proteína, como o Whey Protein. Pensando nisso, a matriz americana da Labdoor, localizada em São Francisco – CA, comprou as proteínas em pó e formulações prontas para beber mais vendidas nos EUA e realizou análises químicas para descobrir o que realmente está dentro desses produtos.

Dos 50 suplementos de proteína analisados pela Labdoor, foi encontrado em 47 deles uma quantidade maior de teor de sódio do que o que seus rótulos diziam em suas Informações Nutricionais.

Whey Gold Standard com excesso de sódio

Whey 100% Gold Standard: 63% de sódio acima do especificado no rótulo

Em média, os 50 suplementos proteicos tiveram excesso de sódio em relação ao que seus rótulos diziam em uma porcentagem alarmante de 91,7%.

Esses erros vão muito além de simples ‘variações de fabricação’“, disse Neil Thanedar, CEO da Labdoor. “Está claro que as empresas fabricantes de suplementos têm escolhido não respeitar o que dizem nos seus rótulos.

Dymatize Elite com mais sódio do que o rótulo

Dymatize Elite: 123,6% de sódio acima do escrito no rótulo

Shakes de proteína têm sido comumente usados por fisiculturistas e atletas profissionais. No entanto, empresas de suplementos estão cada vez mais procurando alvos homens e mulheres, de todas as idades, com novas marcas que prometem perda de peso, substituir refeições e aumentar o ganho de massa muscular.

Muitas proteínas em pó prometem rápido crescimento muscular. O excesso de sódio nestes níveis pode causar um inchaço significativo, o que pode enganar temporariamente os consumidores que acreditam nesse falso marketing”, disse Thanedar.

Syntha-6 com excesso de sódio

Syntha-6: 79,4% acima do que o rótulo dizia ter de sódio

Porém, há algumas boas notícias – pela primeira vez na Labdoor, todas as proteínas em pó testadas neste lote passaram nos testes para metais pesados como arsênio, chumbo, cádmio, bismuto, antimônio e prata (abaixo de 1 parte por milhão).

Muitos dos benefícios positivos da suplementação de proteína, incluindo o ganho muscular, supressão do apetite e perda de peso, são suportados por evidências científicas significativas. No entanto, sem uma compreensão exata do conteúdo real de seus suplementos de proteína, muitos consumidores são obrigados a arriscar a saúde em produtos desonestos”, Thanedar observou.

O relatório completo da Labdoor sobre suplementos de proteína está disponível em https://labdoor.com/rankings/protein.

Gostou do artigo? Quer saber mais do que realmente está dentro dos suplementos que você toma? Então inscreva-se na nossa newsletter, é grátis!

REFERÊNCIAS

*EXPONUTRITION. Dados do setor. Disponível em: <http://exponutrition.com.br/pt/a-feira/dados-do-setor/>. Acesso em: 13 de out. 2016.

Assine a Revista Labdoor

Scroll to top