Conheça os efeitos colaterais do Whey Protein para intolerantes e alérgicos, e quais as alternativas

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricionas (ABENUTRI), o Whey Protein corresponde a 60% dos suplementos consumidos no país. Mas apesar de sua popularidade, é preciso ficar atento a possíveis efeitos colaterais do Whey Protein. Alguns sinais podem indicar intolerância à lactose ou mesmo alergia ao leite.

Intolerância ou alergia?

A confusão entre os termos é grande. Entenda a diferença entre os dois males e as restrições alimentares de cada um.

Intolerância à Lactose

A intolerância à lactose acontece quando um indivíduo possui quantidades reduzidas ou nulas de lactase, a enzima responsável por decompor a lactose. Isso faz com que a lactose chegue intacta ao intestino grosso, o que causa fermentação com produção de ácido lático e gases.

Existem 3 tipos de intolerância:

  • Intolerância congênita, dos indivíduos que nascem com capacidade reduzida de produção de lactase
  • Intolerância causada por alguma patologia, quando o indivíduo doente pode perder quantidades consideráveis de lactase. Neste caso a intolerância tende a desaparecer quando a doença é curada.
  • Intolerância por deficiência primária, em que o indivíduo tende a perder quantidades consideráveis de lactase com o passar dos anos. Assim a intolerância vai aumentando conforme a idade.

Segundo a Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), estima-se que 50% dos brasileiros possa vir a desenvolver a má absorção de lactose, apresentando os seguintes sintomas após o consumo de leite e seus derivados:

  • Náuseas
  • Gases
  • Dores abdominais
  • Distensão abdominal
  • Retensão de líquido
  • Diarreia
  • Assaduras

Quem sofre de intolerância à lactose pode consumir leite e seus derivados, como queijo e iogurte, contanto que eles sejam sem lactose.

Alergia ao Leite de Vaca

No caso da alergia ao leite de vaca, o corpo apresenta uma resposta imunológica quando o indivíduo ingere as proteínas deste tipo de leite, então não adianta consumir produtos sem lactose. Indivíduos que sofrem do mal não devem consumir leite de vaca ou nenhum de seus derivados.

Os sintomas da alergia são variados. Entre eles:

  • Problemas na pele: inchaço nos lábios, inchaço nos olhos, coceira, eczema ou dermatite atópica, urticária;
  • Problemas digestivos: cólica, diarreia, sangue ou muco nas fezes, prisão de ventre, assaduras, perda de apetite, vômito;
  • Problemas respiratórios: como bronquite, tosse, coriza, etc.

Para saber se você tem intolerância ou alergia aos componentes do leite, é necessário consultar um médico e realizar exames específicos.

Quem pode consumir Whey Protein?

No caso de quem sofre de alergia ao leite de vaca, todos os tipos de Whey Protein provenientes de leite de vaca são contra-indicados.

No caso dos intolerantes à lactose, depende do tipo de Whey Protein e do grau da intolerância. O Whey Protein Hidrolisado tende a ter níveis de lactose próximos a zero.

Opções de suplementos para intolerantes e alérgicos não sentirem os efeitos colaterais do Whey Protein

  • Para os intolerantes a lactose: O Whey Protein Hidrolisado possui alta porcentagem de proteína e baixa ou nenhuma presença de lactose. Mas fique atento: Escolha um produto de qualidade, pois no processo de fabricação deste tipo de Whey pode ocorrer a desnaturação da proteína, o que torna o suplemento menos eficaz. 

LEIA MAIS: Qual o melhor Whey Protein? A importância dos reviews de especialistas

  • Para os alérgicos a leite de vaca: Neste caso nenhum tipo de Whey Protein de leite de vaca deve ser consumido, mesmo se for 0% lactose. A alternativa é o Whey Protein produzido à partir do soro do leite de cabra, conhecido como Goat Whey Protein.
  • Para ambos os casos: Uma opção viável para quem sofre tanto de intolerância quanto de alergia a componentes do leite é a proteína vegetal. As fontes são diversas: Soja, arroz, ervilha e até mesmo Cannabis. Converse com seu médico sobre a melhor alternativa para você. 

Escute o seu corpo

Ter conhecimento do que consumimos e entender os sinais do nosso corpo é primordial para manter o bem-estar físico e a saúde. Fique atento aos efeitos colaterais do Whey Protein no seu organismo e não deixe de consultar um especialista antes de tomar qualquer suplemento.

Referências

CHUNGCHUNLAM, S. M., HENARE, S. J., GANESH, S., & MOUGHAN, P. J. Effects of whey protein and its two major protein components on satiety and food intake in normal-weight women. Physiology & Behavior, v. 175, p. 113-118, 2017. (Artigo)

DUAN, C. C., YANG, L. J., LI, A. L., ZHAO, R., & HUO, G. C. Effects of enzymatic hydrolysis on the allergenicity of whey protein concentrates.Iranian Journal of Allergy, Asthma and Immunology, v. 13, n. 4, p. 231, 2014.(Artigo)

VON BERG A, et al Certain hydrolyzed formulas reduce the incidence of atopic dermatitis but not that of asthma: three-year results of the German Infant Nutritional Intervention Study . J Allergy Clin Immunol. 2007. (Artigo)

MALHAM, M., OLIN, A.B., PAERREGAARD, A. Lactose malabsorption and –intolerance – who will benefit from a lactose-reduced diet? Ugeskr Laeger. 2017 Feb 6;179(6). pii: V09160627. (Artigo)

 

Writing Labdoor
Time formado por redatores com pós graduação e/ou doutorado nas áreas de saúde, dieta, suplementação e/ou treino, além de convidados especialistas em suas áreas.

Conheça os efeitos colaterais do Whey Protein para intolerantes e alérgicos, e quais as alternativas

Segundo a Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricionas (ABENUTRI), o Whey Protein corresponde a 60% dos suplementos consumidos no país. Mas apesar de sua popularidade, é preciso ficar atento a possíveis efeitos colaterais do Whey Protein. Alguns sinais podem indicar intolerância à lactose ou mesmo alergia ao leite.

Intolerância ou alergia?

A confusão entre os termos é grande. Entenda a diferença entre os dois males e as restrições alimentares de cada um.

Intolerância à Lactose

A intolerância à lactose acontece quando um indivíduo possui quantidades reduzidas ou nulas de lactase, a enzima responsável por decompor a lactose. Isso faz com que a lactose chegue intacta ao intestino grosso, o que causa fermentação com produção de ácido lático e gases.

Existem 3 tipos de intolerância:

  • Intolerância congênita, dos indivíduos que nascem com capacidade reduzida de produção de lactase
  • Intolerância causada por alguma patologia, quando o indivíduo doente pode perder quantidades consideráveis de lactase. Neste caso a intolerância tende a desaparecer quando a doença é curada.
  • Intolerância por deficiência primária, em que o indivíduo tende a perder quantidades consideráveis de lactase com o passar dos anos. Assim a intolerância vai aumentando conforme a idade.

Segundo a Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), estima-se que 50% dos brasileiros possa vir a desenvolver a má absorção de lactose, apresentando os seguintes sintomas após o consumo de leite e seus derivados:

  • Náuseas
  • Gases
  • Dores abdominais
  • Distensão abdominal
  • Retensão de líquido
  • Diarreia
  • Assaduras

Quem sofre de intolerância à lactose pode consumir leite e seus derivados, como queijo e iogurte, contanto que eles sejam sem lactose.

Alergia ao Leite de Vaca

No caso da alergia ao leite de vaca, o corpo apresenta uma resposta imunológica quando o indivíduo ingere as proteínas deste tipo de leite, então não adianta consumir produtos sem lactose. Indivíduos que sofrem do mal não devem consumir leite de vaca ou nenhum de seus derivados.

Os sintomas da alergia são variados. Entre eles:

  • Problemas na pele: inchaço nos lábios, inchaço nos olhos, coceira, eczema ou dermatite atópica, urticária;
  • Problemas digestivos: cólica, diarreia, sangue ou muco nas fezes, prisão de ventre, assaduras, perda de apetite, vômito;
  • Problemas respiratórios: como bronquite, tosse, coriza, etc.

Para saber se você tem intolerância ou alergia aos componentes do leite, é necessário consultar um médico e realizar exames específicos.

Quem pode consumir Whey Protein?

No caso de quem sofre de alergia ao leite de vaca, todos os tipos de Whey Protein provenientes de leite de vaca são contra-indicados.

No caso dos intolerantes à lactose, depende do tipo de Whey Protein e do grau da intolerância. O Whey Protein Hidrolisado tende a ter níveis de lactose próximos a zero.

Opções de suplementos para intolerantes e alérgicos não sentirem os efeitos colaterais do Whey Protein

  • Para os intolerantes a lactose: O Whey Protein Hidrolisado possui alta porcentagem de proteína e baixa ou nenhuma presença de lactose. Mas fique atento: Escolha um produto de qualidade, pois no processo de fabricação deste tipo de Whey pode ocorrer a desnaturação da proteína, o que torna o suplemento menos eficaz. 

LEIA MAIS: Qual o melhor Whey Protein? A importância dos reviews de especialistas

  • Para os alérgicos a leite de vaca: Neste caso nenhum tipo de Whey Protein de leite de vaca deve ser consumido, mesmo se for 0% lactose. A alternativa é o Whey Protein produzido à partir do soro do leite de cabra, conhecido como Goat Whey Protein.
  • Para ambos os casos: Uma opção viável para quem sofre tanto de intolerância quanto de alergia a componentes do leite é a proteína vegetal. As fontes são diversas: Soja, arroz, ervilha e até mesmo Cannabis. Converse com seu médico sobre a melhor alternativa para você. 

Escute o seu corpo

Ter conhecimento do que consumimos e entender os sinais do nosso corpo é primordial para manter o bem-estar físico e a saúde. Fique atento aos efeitos colaterais do Whey Protein no seu organismo e não deixe de consultar um especialista antes de tomar qualquer suplemento.

Referências

CHUNGCHUNLAM, S. M., HENARE, S. J., GANESH, S., & MOUGHAN, P. J. Effects of whey protein and its two major protein components on satiety and food intake in normal-weight women. Physiology & Behavior, v. 175, p. 113-118, 2017. (Artigo)

DUAN, C. C., YANG, L. J., LI, A. L., ZHAO, R., & HUO, G. C. Effects of enzymatic hydrolysis on the allergenicity of whey protein concentrates.Iranian Journal of Allergy, Asthma and Immunology, v. 13, n. 4, p. 231, 2014.(Artigo)

VON BERG A, et al Certain hydrolyzed formulas reduce the incidence of atopic dermatitis but not that of asthma: three-year results of the German Infant Nutritional Intervention Study . J Allergy Clin Immunol. 2007. (Artigo)

MALHAM, M., OLIN, A.B., PAERREGAARD, A. Lactose malabsorption and –intolerance – who will benefit from a lactose-reduced diet? Ugeskr Laeger. 2017 Feb 6;179(6). pii: V09160627. (Artigo)

 

Assine a Revista Labdoor

Scroll to top