Saiba o que é treinamento funcional e como ele pode lhe ajudar

De alguns anos para cá, é muito comum ver pessoas falando sobre atividades físicas. Nas conversas, sempre tem alguém que diz que faz “exercícios funcionais”. Mas poucos sabem, na verdade, o que é treinamento funcional.

Antes de tudo, vamos buscar o significado desse conceito. De acordo com o Portal Educação, treinamento funcional é uma forma de capacitação que tem como foco a melhoria do desempenho individual.

Em outras palavras, trata-se de uma forma de aperfeiçoar determinada habilidade. E isso vale tanto para os afazeres do dia a dia quanto em relação a alguma atividade física ou esportiva.

Com o treinamento funcional, é possível associar diversas aptidões. Dentre elas, podemos citar a força e o equilíbrio. Com isso, surgem diferentes variações. Mas a melhor parte é que essa prática pode ser empregada de forma rotineira por qualquer indivíduo.

Ok. Agora que você sabe o que é treinamento funcional, provavelmente surgiram algumas questões. Por isso, iremos tirar as principais dúvidas sobre essa prática.

  • Será que a aula que eu faço pode não ser um treinamento funcional?

Vamos com calma. Uma aula de treinamento funcional (principalmente em grupos) pode não ser, necessariamente, 100% voltada para os seus objetivos específicos e individuais. Até mesmo porque são pessoas diferentes em uma mesma turma.

No entanto, isso não significa que o treino não seja bom para você. Independentemente de especificidades, o treino por si só pode lhe proporcionar resultados estéticos, físicos, cardiopulmonares, psicológicos, entre outros.

Portanto, muito ou pouco funcional, o que importa é que a atividade te fará bem.

  • Como posso saber se o treinamento é funcional para mim?

Antes de iniciar suas atividades, é fundamental fazer uma avaliação físico-funcional. Isso ajudará a diagnosticar como está a sua saúde, seu corpo e sua postura. A partir daí, podemos perceber pontos de fraqueza ou de maior atenção e que precisam ser melhorados.

Esse diagnóstico é feito a partir de dificuldades que você tenha no seu dia a dia. Dentre essas, alguns exemplos são:

  • Subir ou descer escadas,
  • Sentar ou levantar,
  • Chutar mais forte no futebol
  • Sacar com mais força no vôlei

Com isso, podemos buscar aulas e atividades que tenham comprovadamente resultados direcionados para as suas necessidades e objetivos. Isso tudo tendo em vista o que é treinamento funcional.

  • CrossFit é treinamento funcional?

Atenção! CrossFit é um tipo de treinamento funcional, mas não o único. Existem infinitas formas e modelos de se exercitar esse tipo de prática. O CrossFit é algo específico, com proposta, formato e objetivos próprios da atividade.

Portanto se você faz outro tipo de treino, mesmo que tenha o nome “cross” no título ou na marca, não será necessariamente um CrossFit.

  • Qualquer um pode fazer treinamento funcional?

Sim, o treinamento pode ser voltado para funcionalidades específicas de qualquer pessoa. Não importa se alguém é jovem, adulto ou idoso, pouco condicionado ou atleta de alto nível.

Só temos que nos certificar das condições específicas de cada um. Dessa forma, o treino passa a ter a intensidade, a frequência e contar com exercícios adequados aos seus objetivos.

Por fim

Algumas pessoas se questionam se bater com um martelo em um pneu ou ficar levantando e rolando este mesmo pneu pode ser considerado dentro do que é treinamento funcional. Às vezes, o exercício em si pode não parecer útil, mas seus efeitos podem representar melhorias e ganhos reais e perceptíveis.

Isso vale também para atividades que não lembram alguma situação do seu dia a dia. Por exemplo, você não levanta ou bate em pneus no seu trabalho ou na sua casa. Mesmo que você também não também não tenha um objetivo específico ou necessidade rotineira, não importa.

Se o treinamento funcional (independentemente do modelo de aula) é uma atividade prazerosa, siga em frente e seja feliz. Isso certamente vai te fazer se sentir motivado. E logo irá  perceber os resultados no seu corpo e na sua saúde.

Quer saber mais sobre treinamento funcional? Então inscreva-se na nossa newsletter. É grátis!

Escrito por:

Prof. Antonio Caputo da Costa, Pós-graduado em Transtornos Alimentares e Obesidade, Pós-Graduando em Fisiologia do Exercício e Sócio-Diretor da Foco Saúde.
Foco Saúde
Aplicativos de exercícios, treinos individualizados e personal trainers online à sua disposição! Foco Saúde - seu Personal Trainer, onde você estiver. www.focosaudeonline.com

Saiba o que é treinamento funcional e como ele pode lhe ajudar

De alguns anos para cá, é muito comum ver pessoas falando sobre atividades físicas. Nas conversas, sempre tem alguém que diz que faz “exercícios funcionais”. Mas poucos sabem, na verdade, o que é treinamento funcional.

Antes de tudo, vamos buscar o significado desse conceito. De acordo com o Portal Educação, treinamento funcional é uma forma de capacitação que tem como foco a melhoria do desempenho individual.

Em outras palavras, trata-se de uma forma de aperfeiçoar determinada habilidade. E isso vale tanto para os afazeres do dia a dia quanto em relação a alguma atividade física ou esportiva.

Com o treinamento funcional, é possível associar diversas aptidões. Dentre elas, podemos citar a força e o equilíbrio. Com isso, surgem diferentes variações. Mas a melhor parte é que essa prática pode ser empregada de forma rotineira por qualquer indivíduo.

Ok. Agora que você sabe o que é treinamento funcional, provavelmente surgiram algumas questões. Por isso, iremos tirar as principais dúvidas sobre essa prática.

  • Será que a aula que eu faço pode não ser um treinamento funcional?

Vamos com calma. Uma aula de treinamento funcional (principalmente em grupos) pode não ser, necessariamente, 100% voltada para os seus objetivos específicos e individuais. Até mesmo porque são pessoas diferentes em uma mesma turma.

No entanto, isso não significa que o treino não seja bom para você. Independentemente de especificidades, o treino por si só pode lhe proporcionar resultados estéticos, físicos, cardiopulmonares, psicológicos, entre outros.

Portanto, muito ou pouco funcional, o que importa é que a atividade te fará bem.

  • Como posso saber se o treinamento é funcional para mim?

Antes de iniciar suas atividades, é fundamental fazer uma avaliação físico-funcional. Isso ajudará a diagnosticar como está a sua saúde, seu corpo e sua postura. A partir daí, podemos perceber pontos de fraqueza ou de maior atenção e que precisam ser melhorados.

Esse diagnóstico é feito a partir de dificuldades que você tenha no seu dia a dia. Dentre essas, alguns exemplos são:

  • Subir ou descer escadas,
  • Sentar ou levantar,
  • Chutar mais forte no futebol
  • Sacar com mais força no vôlei

Com isso, podemos buscar aulas e atividades que tenham comprovadamente resultados direcionados para as suas necessidades e objetivos. Isso tudo tendo em vista o que é treinamento funcional.

  • CrossFit é treinamento funcional?

Atenção! CrossFit é um tipo de treinamento funcional, mas não o único. Existem infinitas formas e modelos de se exercitar esse tipo de prática. O CrossFit é algo específico, com proposta, formato e objetivos próprios da atividade.

Portanto se você faz outro tipo de treino, mesmo que tenha o nome “cross” no título ou na marca, não será necessariamente um CrossFit.

  • Qualquer um pode fazer treinamento funcional?

Sim, o treinamento pode ser voltado para funcionalidades específicas de qualquer pessoa. Não importa se alguém é jovem, adulto ou idoso, pouco condicionado ou atleta de alto nível.

Só temos que nos certificar das condições específicas de cada um. Dessa forma, o treino passa a ter a intensidade, a frequência e contar com exercícios adequados aos seus objetivos.

Por fim

Algumas pessoas se questionam se bater com um martelo em um pneu ou ficar levantando e rolando este mesmo pneu pode ser considerado dentro do que é treinamento funcional. Às vezes, o exercício em si pode não parecer útil, mas seus efeitos podem representar melhorias e ganhos reais e perceptíveis.

Isso vale também para atividades que não lembram alguma situação do seu dia a dia. Por exemplo, você não levanta ou bate em pneus no seu trabalho ou na sua casa. Mesmo que você também não também não tenha um objetivo específico ou necessidade rotineira, não importa.

Se o treinamento funcional (independentemente do modelo de aula) é uma atividade prazerosa, siga em frente e seja feliz. Isso certamente vai te fazer se sentir motivado. E logo irá  perceber os resultados no seu corpo e na sua saúde.

Quer saber mais sobre treinamento funcional? Então inscreva-se na nossa newsletter. É grátis!

Escrito por:

Prof. Antonio Caputo da Costa, Pós-graduado em Transtornos Alimentares e Obesidade, Pós-Graduando em Fisiologia do Exercício e Sócio-Diretor da Foco Saúde.

Assine a Revista Labdoor

Scroll to top