As 6 dietas para emagrecer mais perigosas para sua saúde

A cada dia surgem novas dietas para emagrecer, com fórmulas milagrosas que anunciam resultados rápidos e eficazes. Porém, nem todas são consideradas saudáveis por especialistas no assunto, ou nem mesmo apresentam os resultados que prometem.

Neste artigo e infográfico, destacaremos as 6 dietas consideradas mais perigosas para a sua saúde.

Os riscos das pílulas não testadas em dietas para emagrecer

Existem inúmeros casos notificados de intoxicação e mortes acidentais causadas por pílulas usadas em dietas para emagrecer que não passaram por testes laboratoriais.

Os resultados de testes feitos pela Labdoor evidenciaram a presença de substâncias ocultas, que incluem medicamentos, substâncias controladas e componentes ativos ainda não testados.

O uso de suplementos que não passaram pela aprovação dos órgãos regulamentadores podem provocar sintomas preocupantes, como acidentes vasculares, lesão hepática, falência renal, palpitação no coração e, em alguns casos, a morte.

LEIA TAMBÉM – A ciência comprova: Suco detox para emagrecer não passa de um mito

A verdade sobre a dieta da toranja

Esta dieta para emagrecer a base de toranja limita o consumo de 800 calorias por dia e consiste em ingerir meia toranja antes de iniciar cada refeição.

As dietas para emagrecer que limitam a quantidade de calorias recomendadas, podem causar o risco de desnutrição e fotossensibilidade, que consiste numa forte sensibilidade da pele aos raios solares.

Além disso, se usada com alguns tipos de remédios, a toranja pode provocar efeitos severos, como arritmia, problemas renais e sangramento gastrointestinal.

Apesar disso, a toranja é um componente saudável, quando consumida em dietas balanceadas.

Os perigos da dieta da bola de algodão

Uma das mais perigosas dietas para emagrecer, é realizada com a ingestão de pelo menos 5 bolas de algodão, que podem ser mergulhadas no suco de laranja, limonada ou coquetel de frutas, com a finalidade de ajudar a aliviar a sensação de fome.

Os perigos que apresenta são o alto risco de engasgar, propensão para o desenvolvimento de distúrbios alimentares e a obstrução intestinal, o que pode levar à morte.

A dieta da cafeína funciona?

Consumir dois copos de café podem ajudar a queimar cerca de 14 calorias por hora. Porém, essa dieta para emagrecer não funciona para pessoas que são acostumadas a consumir cafeína, não importa o quão grande seja a dose que tome.

O consumo acima de 500 mg de cafeína ajuda a desestressar, mas também faz com que o corpo armazene gordura.

A dieta da desintoxicação e as celebridades

É preparada com a mistura de água salgada, chá laxante, suco de limão, xarope de bordo e pimenta-caiena.

A quantidade de calorias a ser consumida é limitada a 650 por dia, sendo praticamente a metade do que dizem os especialistas, que recomendam a ingestão de pelo menos 1200 calorias diárias.

Não há nenhuma evidência comprovada de que esse tipo de limpeza do organismo auxilie na perda de peso.

Seus riscos para a saúde incluem alterações de humor, náuseas, perda da massa muscular magra, redução da imunidade, palpitações no coração e baixa pressão sanguínea.

E quanto à dieta da sopa de repolho?

Assim como as outras dietas para emagrecer apresentadas, seu problema está na falta de carboidratos complexos, proteína, vitaminas e minerais, além de poder conter excesso de sódio.

Seus riscos envolvem o surgimento de úlceras estomacais, aceleramento de perda óssea, arritmia, tremores musculares e problemas no coração.

Algumas dietas para emagrecer podem ser ilusórias, além de resultar em problemas bem graves para a saúde. Vale lembrar que emagrecer é um processo e deve abranger uma mudança no estilo de vida que inclua uma nutrição saudável e exercícios regulares.

É importante tomar cuidado para não correr riscos para alcançar a meta desejada. O ideal é pedir sempre a orientação de um nutricionista antes de iniciar qualquer dieta.

Para resumir o que falamos neste artigo, criamos um infográfico sobre as 6 maneiras mais perigosas de perder peso. Compartilhe-o com as pessoas que você mais gosta para que elas não entrarem nessa fria.

As 6 dietas para emagrecer mais perigosas

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ABC News. Dangerous Diet Trend: The Cotton Ball Diet. Disponível em: <http://abcnews.go.com/Health/dangerous-diet-trend-cotton-balldiet/story?id=20942888>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

American Academy of Family Physicians. Choosing the diet to lose weight. Weight Loss & Diet Plans. Disponível em <http://www.aafp.org/afp/2003/0101/p142.html>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

ASTRUP, Arne et al. The effect and safety of an ephedrine/caffeine compound compared to ephedrine, caffeine and placebo in obese subjects on an energy restricted diet. A double blind trial. International journal of obesity and related metabolic disorders: journal of the International Association for the Study of Obesity, v. 16, n. 4, p. 269-277, 1992. (Artigo)

BAILEY, David G.; DRESSER, George; ARNOLD, J. Malcolm O. Grapefruit–medication interactions: Forbidden fruit or avoidable consequences?. Canadian Medical Association Journal, v. 185, n. 4, p. 309-316, 2013. (Artigo)

Daily Mail. The wonders of the grapefruit diet have been squashed! Celebrity fad diet would only help you lose weight if you eat 40 at once. Disponível em: <http://www.dailymail.co.uk/news/article-3141218/The-wonders-grapefruit-diet-squashed-Celebrity-fad-hep-lose-weight-eat-40-once.html>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

Daily Mail. ‘It’s like dipping your T-shirt in orange juice and eating it’: Experts explain how dangerous the ‘cotton ball diet’ really is. Disponível em: <http://www.dailymail.co.uk/femail/article-2511255/Experts-explain-dangerous-cotton-ball-diet-really-is.html>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

FDA. Tainted Weight Loss Products. Medication Health Fraud. Disponível em<http://www.fda.gov/Drugs/ResourcesForYou/Consumers/BuyingUsingMedicineSafely/MedicationHealthFraud/ucm234592.htm>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

FDA. Questions and Answers about FDA’s Initiative Against Contaminated Weight Loss Products. Disponível em: <http://www.fda.gov/Drugs/ResourcesForYou/Consumers/QuestionsAnswers/ucm136187.htm>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

FDA. Beware of Products Promising Miracle Weight Loss. Consumer Updates. Disponível em: <http://www.fda.gov/ForConsumers/ConsumerUpdates/ucm246742.htm>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

FDA. Beware of Fraudulent Dietary Supplements. Consumer Updates. Disponível em: <http://www.fda.gov/ForConsumers/ConsumerUpdates/ucm246744.htm>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

GOLDWASSER, Jonathan et al. Transcriptional regulation of human and rat hepatic lipid metabolism by the grapefruit flavonoid naringenin: role of PPARα, PPARγ and LXRα. PloS one, v. 5, n. 8, p. e12399, 2010. (Artigo)

MAYO CLINIC. Caffeine: How Much is Too Much?. Nutrition and Healthy. Disponível em: <http://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/nutrition-and-healthy-eating/in-depth/caffeine/art-20045678>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

MAYO CLINIC. Caffeine content for coffee, tea, soda, and more. Nutrition and healthy eating Disponível em: < http://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/nutrition-and-healthy-eating/in-depth/caffeine/art-20049372?pg=1>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

MAYO CLINIC. What is the cabbage soup diet? Can it help me lose weight?. Weight Loss. Disponível em: <http://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/weight-loss/expert-answers/cabbage-soup-diet/faq-20058079>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

MRVOS, R. M. et al. Massive caffeine ingestion resulting in death. Veterinary and human toxicology, v. 31, n. 6, p. 571-572, 1989. (Artigo)

PASMAN, W. J.; WESTERTERP-PLANTENGA, M. S.; SARIS, W. H. M. The effectiveness of long-term supplementation of carbohydrate, chromium, fibre and caffeine on weight maintenance. International Journal of Obesity & Related Metabolic Disorders, v. 21, n. 12, 1997. (Artigo)

WEINMANN, Sheila et al. Caffeine intake in relation to the risk of primary cardiac arrest. Epidemiology, p. 505-508, 1997. (Artigo)

WESTERTERP‐PLANTENGA, Margriet S.; LEJEUNE, Manuela PGM; KOVACS, Eva MR. Body weight loss and weight maintenance in relation to habitual caffeine intake and green tea supplementation. Obesity research, v. 13, n. 7, p. 1195-1204, 2005. (Artigo)

WINSTON, Anthony P.; HARDWICK, Elizabeth; JABERI, Neema. Neuropsychiatric effects of caffeine. Advances in Psychiatric Treatment, v. 11, n. 6, p. 432-439, 2005. (Artigo)

WU, Shaowei et al. Citrus consumption and risk of cutaneous malignant melanoma. Journal of Clinical Oncology, p. JCO. 2014.57. 4111, 2015. (Artigo)
Time formado por redatores com pós graduação e/ou doutorado nas áreas de saúde, dieta, suplementação e/ou treino, além de convidados especialistas em suas áreas.

One comment on As 6 dietas para emagrecer mais perigosas para sua saúde

Comments are closed.

As 6 dietas para emagrecer mais perigosas para sua saúde

A cada dia surgem novas dietas para emagrecer, com fórmulas milagrosas que anunciam resultados rápidos e eficazes. Porém, nem todas são consideradas saudáveis por especialistas no assunto, ou nem mesmo apresentam os resultados que prometem.

Neste artigo e infográfico, destacaremos as 6 dietas consideradas mais perigosas para a sua saúde.

Os riscos das pílulas não testadas em dietas para emagrecer

Existem inúmeros casos notificados de intoxicação e mortes acidentais causadas por pílulas usadas em dietas para emagrecer que não passaram por testes laboratoriais.

Os resultados de testes feitos pela Labdoor evidenciaram a presença de substâncias ocultas, que incluem medicamentos, substâncias controladas e componentes ativos ainda não testados.

O uso de suplementos que não passaram pela aprovação dos órgãos regulamentadores podem provocar sintomas preocupantes, como acidentes vasculares, lesão hepática, falência renal, palpitação no coração e, em alguns casos, a morte.

LEIA TAMBÉM – A ciência comprova: Suco detox para emagrecer não passa de um mito

A verdade sobre a dieta da toranja

Esta dieta para emagrecer a base de toranja limita o consumo de 800 calorias por dia e consiste em ingerir meia toranja antes de iniciar cada refeição.

As dietas para emagrecer que limitam a quantidade de calorias recomendadas, podem causar o risco de desnutrição e fotossensibilidade, que consiste numa forte sensibilidade da pele aos raios solares.

Além disso, se usada com alguns tipos de remédios, a toranja pode provocar efeitos severos, como arritmia, problemas renais e sangramento gastrointestinal.

Apesar disso, a toranja é um componente saudável, quando consumida em dietas balanceadas.

Os perigos da dieta da bola de algodão

Uma das mais perigosas dietas para emagrecer, é realizada com a ingestão de pelo menos 5 bolas de algodão, que podem ser mergulhadas no suco de laranja, limonada ou coquetel de frutas, com a finalidade de ajudar a aliviar a sensação de fome.

Os perigos que apresenta são o alto risco de engasgar, propensão para o desenvolvimento de distúrbios alimentares e a obstrução intestinal, o que pode levar à morte.

A dieta da cafeína funciona?

Consumir dois copos de café podem ajudar a queimar cerca de 14 calorias por hora. Porém, essa dieta para emagrecer não funciona para pessoas que são acostumadas a consumir cafeína, não importa o quão grande seja a dose que tome.

O consumo acima de 500 mg de cafeína ajuda a desestressar, mas também faz com que o corpo armazene gordura.

A dieta da desintoxicação e as celebridades

É preparada com a mistura de água salgada, chá laxante, suco de limão, xarope de bordo e pimenta-caiena.

A quantidade de calorias a ser consumida é limitada a 650 por dia, sendo praticamente a metade do que dizem os especialistas, que recomendam a ingestão de pelo menos 1200 calorias diárias.

Não há nenhuma evidência comprovada de que esse tipo de limpeza do organismo auxilie na perda de peso.

Seus riscos para a saúde incluem alterações de humor, náuseas, perda da massa muscular magra, redução da imunidade, palpitações no coração e baixa pressão sanguínea.

E quanto à dieta da sopa de repolho?

Assim como as outras dietas para emagrecer apresentadas, seu problema está na falta de carboidratos complexos, proteína, vitaminas e minerais, além de poder conter excesso de sódio.

Seus riscos envolvem o surgimento de úlceras estomacais, aceleramento de perda óssea, arritmia, tremores musculares e problemas no coração.

Algumas dietas para emagrecer podem ser ilusórias, além de resultar em problemas bem graves para a saúde. Vale lembrar que emagrecer é um processo e deve abranger uma mudança no estilo de vida que inclua uma nutrição saudável e exercícios regulares.

É importante tomar cuidado para não correr riscos para alcançar a meta desejada. O ideal é pedir sempre a orientação de um nutricionista antes de iniciar qualquer dieta.

Para resumir o que falamos neste artigo, criamos um infográfico sobre as 6 maneiras mais perigosas de perder peso. Compartilhe-o com as pessoas que você mais gosta para que elas não entrarem nessa fria.

As 6 dietas para emagrecer mais perigosas

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ABC News. Dangerous Diet Trend: The Cotton Ball Diet. Disponível em: <http://abcnews.go.com/Health/dangerous-diet-trend-cotton-balldiet/story?id=20942888>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

American Academy of Family Physicians. Choosing the diet to lose weight. Weight Loss & Diet Plans. Disponível em <http://www.aafp.org/afp/2003/0101/p142.html>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

ASTRUP, Arne et al. The effect and safety of an ephedrine/caffeine compound compared to ephedrine, caffeine and placebo in obese subjects on an energy restricted diet. A double blind trial. International journal of obesity and related metabolic disorders: journal of the International Association for the Study of Obesity, v. 16, n. 4, p. 269-277, 1992. (Artigo)

BAILEY, David G.; DRESSER, George; ARNOLD, J. Malcolm O. Grapefruit–medication interactions: Forbidden fruit or avoidable consequences?. Canadian Medical Association Journal, v. 185, n. 4, p. 309-316, 2013. (Artigo)

Daily Mail. The wonders of the grapefruit diet have been squashed! Celebrity fad diet would only help you lose weight if you eat 40 at once. Disponível em: <http://www.dailymail.co.uk/news/article-3141218/The-wonders-grapefruit-diet-squashed-Celebrity-fad-hep-lose-weight-eat-40-once.html>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

Daily Mail. ‘It’s like dipping your T-shirt in orange juice and eating it’: Experts explain how dangerous the ‘cotton ball diet’ really is. Disponível em: <http://www.dailymail.co.uk/femail/article-2511255/Experts-explain-dangerous-cotton-ball-diet-really-is.html>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

FDA. Tainted Weight Loss Products. Medication Health Fraud. Disponível em<http://www.fda.gov/Drugs/ResourcesForYou/Consumers/BuyingUsingMedicineSafely/MedicationHealthFraud/ucm234592.htm>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

FDA. Questions and Answers about FDA’s Initiative Against Contaminated Weight Loss Products. Disponível em: <http://www.fda.gov/Drugs/ResourcesForYou/Consumers/QuestionsAnswers/ucm136187.htm>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

FDA. Beware of Products Promising Miracle Weight Loss. Consumer Updates. Disponível em: <http://www.fda.gov/ForConsumers/ConsumerUpdates/ucm246742.htm>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

FDA. Beware of Fraudulent Dietary Supplements. Consumer Updates. Disponível em: <http://www.fda.gov/ForConsumers/ConsumerUpdates/ucm246744.htm>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

GOLDWASSER, Jonathan et al. Transcriptional regulation of human and rat hepatic lipid metabolism by the grapefruit flavonoid naringenin: role of PPARα, PPARγ and LXRα. PloS one, v. 5, n. 8, p. e12399, 2010. (Artigo)

MAYO CLINIC. Caffeine: How Much is Too Much?. Nutrition and Healthy. Disponível em: <http://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/nutrition-and-healthy-eating/in-depth/caffeine/art-20045678>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

MAYO CLINIC. Caffeine content for coffee, tea, soda, and more. Nutrition and healthy eating Disponível em: < http://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/nutrition-and-healthy-eating/in-depth/caffeine/art-20049372?pg=1>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

MAYO CLINIC. What is the cabbage soup diet? Can it help me lose weight?. Weight Loss. Disponível em: <http://www.mayoclinic.org/healthy-lifestyle/weight-loss/expert-answers/cabbage-soup-diet/faq-20058079>. Acesso em: 22 de nov. 2016.

MRVOS, R. M. et al. Massive caffeine ingestion resulting in death. Veterinary and human toxicology, v. 31, n. 6, p. 571-572, 1989. (Artigo)

PASMAN, W. J.; WESTERTERP-PLANTENGA, M. S.; SARIS, W. H. M. The effectiveness of long-term supplementation of carbohydrate, chromium, fibre and caffeine on weight maintenance. International Journal of Obesity & Related Metabolic Disorders, v. 21, n. 12, 1997. (Artigo)

WEINMANN, Sheila et al. Caffeine intake in relation to the risk of primary cardiac arrest. Epidemiology, p. 505-508, 1997. (Artigo)

WESTERTERP‐PLANTENGA, Margriet S.; LEJEUNE, Manuela PGM; KOVACS, Eva MR. Body weight loss and weight maintenance in relation to habitual caffeine intake and green tea supplementation. Obesity research, v. 13, n. 7, p. 1195-1204, 2005. (Artigo)

WINSTON, Anthony P.; HARDWICK, Elizabeth; JABERI, Neema. Neuropsychiatric effects of caffeine. Advances in Psychiatric Treatment, v. 11, n. 6, p. 432-439, 2005. (Artigo)

WU, Shaowei et al. Citrus consumption and risk of cutaneous malignant melanoma. Journal of Clinical Oncology, p. JCO. 2014.57. 4111, 2015. (Artigo)

Assine a Revista Labdoor

Scroll to top