Café verde emagrece ou é uma farsa para vender produtos?

O extrato de café verde emagrece de fato? O seu consumo é feito por várias pessoas com esse propósito, buscando nesse método uma forma de perder peso sem a necessidade de esforços extras. Mas, afinal, o que é verdade sobre esse suposto atalho para o corpo desejado? Confira as respostas no artigo a seguir.

Por que dizem que o café verde emagrece?

O extrato de café verde (também conhecido pela sigla em inglês GCE – Green Coffee Extract) foi amplamente incorporado nas dietas para emagrecer, principalmente por conta das afirmações a respeito da sua ajuda altamente eficaz na perda de peso.

Inclusive, foi até mesmo divulgado como uma das descobertas mais importantes para a perda rápida de gordura. A indústria de perda de peso está atenta a esses consumidores, buscando constantemente novas fórmulas que prometem bons resultados com o mínimo de esforço físico.

Contudo, será que realmente o café verde emagrece, ou tudo não passa de uma jogada de marketing para vender produtos?

Se o café verde emagrece ou não, ele continua sendo muito usado por pessoas que querem reduzir as suas medidas, fazendo o uso de produtos que prometem resultados rápidos.

Como é produzido o extrato de café verde?

O extrato de café verde é um suplemento feito à base de grãos de café. Os grãos são torrados para então se transformar na bebida consumida no nosso ritual matinal, o café.

Porém, quando isso acontece, um composto chamado ácido clorogênico (ingrediente ativo supostamente responsável pela maioria dos benefícios do GCE) acaba reduzido pela exposição ao calor elevado da torrefação. Esse processo é o que dá aos grãos de café o seu sabor e aroma inconfundíveis.

Em geral, o teor de ácido clorogênico é considerado a principal diferença química entre as variedades torradas e cruas dos grãos de café.

LEIA TAMBÉM: Dieta do jejum intermitente: Fechar a boca emagrece

Há estudos que comprovem que café verde realmente emagrece?

Um estudo feito em 2006 para descobrir se o café verde emagrece avaliou seus efeitos na absorção de gordura e no metabolismo dos triglicerídeos. Os triglicerídeos são medidas usadas para descrever o acúmulo de gordura e o ganho de peso corporal.

Os resultados indicaram que o café verde causou a redução do peso corporal em geral. Em contrapartida, também reduziu o teor de gordura visceral (que consiste em uma subclasse de gorduras que envolve os órgãos), o que pode ser prejudicial para a saúde humana.

Os pesquisadores concluíram que o extrato de café verde foi “possivelmente eficaz” contra o ganho de peso, tanto na inibição da absorção de gordura quanto à função do fígado para o metabolismo de gordura.

O estudo revelou que a cafeína é responsável por suprimir a absorção de gordura, enquanto o ácido clorogênico reduz o acúmulo de triglicerídeos no fígado e a metabolização do ácido clorogênico, aumentando assim a atividade metabólica do fígado.

Pesquisa feita com o café instantâneo

Em um estudo realizado com o café instantâneo enriquecido com ácido clorogênico, pesquisadores descobriram que ele é capaz de reduzir a absorção de glicose de maneira significativa. Em outro estudo, os pesquisadores realizaram um segundo teste às cegas, com o intuito de avaliar os efeitos do ácido clorogênico sobre a massa corporal.

Esse estudo foi realizado durante 12 semanas, com 30 indivíduos que se encontravam acima do peso. Os pesquisadores descobriram que, aqueles que se encontravam no grupo ácido clorogênico enriquecido café, tiveram perda de peso de cerca de 5,4 kg. Por outro lado, o grupo que consumia café instantâneo regularmente, perdeu apenas 1,7 kg.

A conclusão foi que o ácido clorogênico presente no café instantâneo parece ter um efeito significativo na absorção e utilização da glicose.

Cuidado com excesso de cafeína

É importante lembrar que o café verde é proveniente da planta de café e, por isso, pode conter altos níveis de cafeína. Ou seja, se você já tem o costume de beber algumas xícaras de café todos os dias, acrescentar o extrato de café verde pode adicionar uma dose extra de cafeína.

Isso significa que, se você também acrescentar o café verde em sua dieta, poderá apresentar dificuldades se desejar dormir mais rápido.

O excesso de cafeína é associado a vários sintomas, como a irritabilidade, nervosismo, inquietação e insônia, entre outros.

Considerações finais

O número de estudos feitos para entender se o café verde emagrece ou não ainda é limitado. Apesar disso, a ciência sugere que ele pode auxiliar na perda de peso em pequenas quantidades, mas apenas em pessoas que apresentam um sobrepeso. Ainda não foram realizados estudos em pessoas magras.

Além disso, a maior parte dos estudos disponíveis pode ter sua credibilidade afetada devido a alguns experimentos sem forte embasamento ou com conflitos de interesse.

Concluindo, apesar de a pesquisa ser promissora, não é de modo algum definitiva. Ainda são necessários mais estudos para avaliar com precisão os seus efeitos e definir como o café verde emagrece e atua nessa relação de perda de peso.

Gostou de saber mais sobre os benefícios para emagrecer do café verde? Então, não perca tempo! Cadastre agora o seu e-mail e comece a receber mais artigos como esse. É grátis!

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

NUTRITION BUSINESS JOURNAL. JournalRaspberry Ketones and Green Coffee Extract. Disponível em: <http://www.newhope.com/news/good-fad-maybe?cid=nl_npi_daily&&sfvc4enews=42&cl=article_3> Acesso em 28 de dez. 2016.

DOCTOR OZ. Green Coffee & Weight Loss.  Disponível em: <http://www.doctoroz.com/episode/green-coffee-fat-burner-works>. Acesso em 28 de dez 2016.

WIKIPEDIA. Effects of Coffee Roasting. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Coffee_roasting> Acesso em 28 de dez. 2016.

EXAMINE. Green Coffee Extract. Disponível em: <https://examine.com/supplements/Green+Coffee+Extract/>. Acesso em 28 de dez. 2016.

SHIMODA, Hiroshi; SEKI, Emi; AITANI, Michio. Inhibitory effect of green coffee bean extract on fat accumulation and body weight gain in mice. BMC complementary and alternative medicine, v. 6, n. 1, p. 1, 2006. (Artigo)

THOM, Erling. The effect of chlorogenic acid enriched coffee on glucose absorption in healthy volunteers and its effect on body mass when used long-term in overweight and obese people. Journal of International Medical Research, v. 35, n. 6, p. 900-908, 2007. (Artigo)

ONAKPOYA, Igho; TERRY, Rohini; ERNST, Edzard. The use of green coffee extract as a weight loss supplement: a systematic review and meta-analysis of randomised clinical trials. Gastroenterology research and practice, v. 2011, 2010. (Artigo)
Time formado por redatores com pós graduação e/ou doutorado nas áreas de saúde, dieta, suplementação e/ou treino, além de convidados especialistas em suas áreas.

Café verde emagrece ou é uma farsa para vender produtos?

O extrato de café verde emagrece de fato? O seu consumo é feito por várias pessoas com esse propósito, buscando nesse método uma forma de perder peso sem a necessidade de esforços extras. Mas, afinal, o que é verdade sobre esse suposto atalho para o corpo desejado? Confira as respostas no artigo a seguir.

Por que dizem que o café verde emagrece?

O extrato de café verde (também conhecido pela sigla em inglês GCE – Green Coffee Extract) foi amplamente incorporado nas dietas para emagrecer, principalmente por conta das afirmações a respeito da sua ajuda altamente eficaz na perda de peso.

Inclusive, foi até mesmo divulgado como uma das descobertas mais importantes para a perda rápida de gordura. A indústria de perda de peso está atenta a esses consumidores, buscando constantemente novas fórmulas que prometem bons resultados com o mínimo de esforço físico.

Contudo, será que realmente o café verde emagrece, ou tudo não passa de uma jogada de marketing para vender produtos?

Se o café verde emagrece ou não, ele continua sendo muito usado por pessoas que querem reduzir as suas medidas, fazendo o uso de produtos que prometem resultados rápidos.

Como é produzido o extrato de café verde?

O extrato de café verde é um suplemento feito à base de grãos de café. Os grãos são torrados para então se transformar na bebida consumida no nosso ritual matinal, o café.

Porém, quando isso acontece, um composto chamado ácido clorogênico (ingrediente ativo supostamente responsável pela maioria dos benefícios do GCE) acaba reduzido pela exposição ao calor elevado da torrefação. Esse processo é o que dá aos grãos de café o seu sabor e aroma inconfundíveis.

Em geral, o teor de ácido clorogênico é considerado a principal diferença química entre as variedades torradas e cruas dos grãos de café.

LEIA TAMBÉM: Dieta do jejum intermitente: Fechar a boca emagrece

Há estudos que comprovem que café verde realmente emagrece?

Um estudo feito em 2006 para descobrir se o café verde emagrece avaliou seus efeitos na absorção de gordura e no metabolismo dos triglicerídeos. Os triglicerídeos são medidas usadas para descrever o acúmulo de gordura e o ganho de peso corporal.

Os resultados indicaram que o café verde causou a redução do peso corporal em geral. Em contrapartida, também reduziu o teor de gordura visceral (que consiste em uma subclasse de gorduras que envolve os órgãos), o que pode ser prejudicial para a saúde humana.

Os pesquisadores concluíram que o extrato de café verde foi “possivelmente eficaz” contra o ganho de peso, tanto na inibição da absorção de gordura quanto à função do fígado para o metabolismo de gordura.

O estudo revelou que a cafeína é responsável por suprimir a absorção de gordura, enquanto o ácido clorogênico reduz o acúmulo de triglicerídeos no fígado e a metabolização do ácido clorogênico, aumentando assim a atividade metabólica do fígado.

Pesquisa feita com o café instantâneo

Em um estudo realizado com o café instantâneo enriquecido com ácido clorogênico, pesquisadores descobriram que ele é capaz de reduzir a absorção de glicose de maneira significativa. Em outro estudo, os pesquisadores realizaram um segundo teste às cegas, com o intuito de avaliar os efeitos do ácido clorogênico sobre a massa corporal.

Esse estudo foi realizado durante 12 semanas, com 30 indivíduos que se encontravam acima do peso. Os pesquisadores descobriram que, aqueles que se encontravam no grupo ácido clorogênico enriquecido café, tiveram perda de peso de cerca de 5,4 kg. Por outro lado, o grupo que consumia café instantâneo regularmente, perdeu apenas 1,7 kg.

A conclusão foi que o ácido clorogênico presente no café instantâneo parece ter um efeito significativo na absorção e utilização da glicose.

Cuidado com excesso de cafeína

É importante lembrar que o café verde é proveniente da planta de café e, por isso, pode conter altos níveis de cafeína. Ou seja, se você já tem o costume de beber algumas xícaras de café todos os dias, acrescentar o extrato de café verde pode adicionar uma dose extra de cafeína.

Isso significa que, se você também acrescentar o café verde em sua dieta, poderá apresentar dificuldades se desejar dormir mais rápido.

O excesso de cafeína é associado a vários sintomas, como a irritabilidade, nervosismo, inquietação e insônia, entre outros.

Considerações finais

O número de estudos feitos para entender se o café verde emagrece ou não ainda é limitado. Apesar disso, a ciência sugere que ele pode auxiliar na perda de peso em pequenas quantidades, mas apenas em pessoas que apresentam um sobrepeso. Ainda não foram realizados estudos em pessoas magras.

Além disso, a maior parte dos estudos disponíveis pode ter sua credibilidade afetada devido a alguns experimentos sem forte embasamento ou com conflitos de interesse.

Concluindo, apesar de a pesquisa ser promissora, não é de modo algum definitiva. Ainda são necessários mais estudos para avaliar com precisão os seus efeitos e definir como o café verde emagrece e atua nessa relação de perda de peso.

Gostou de saber mais sobre os benefícios para emagrecer do café verde? Então, não perca tempo! Cadastre agora o seu e-mail e comece a receber mais artigos como esse. É grátis!

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

NUTRITION BUSINESS JOURNAL. JournalRaspberry Ketones and Green Coffee Extract. Disponível em: <http://www.newhope.com/news/good-fad-maybe?cid=nl_npi_daily&&sfvc4enews=42&cl=article_3> Acesso em 28 de dez. 2016.

DOCTOR OZ. Green Coffee & Weight Loss.  Disponível em: <http://www.doctoroz.com/episode/green-coffee-fat-burner-works>. Acesso em 28 de dez 2016.

WIKIPEDIA. Effects of Coffee Roasting. Disponível em: <https://en.wikipedia.org/wiki/Coffee_roasting> Acesso em 28 de dez. 2016.

EXAMINE. Green Coffee Extract. Disponível em: <https://examine.com/supplements/Green+Coffee+Extract/>. Acesso em 28 de dez. 2016.

SHIMODA, Hiroshi; SEKI, Emi; AITANI, Michio. Inhibitory effect of green coffee bean extract on fat accumulation and body weight gain in mice. BMC complementary and alternative medicine, v. 6, n. 1, p. 1, 2006. (Artigo)

THOM, Erling. The effect of chlorogenic acid enriched coffee on glucose absorption in healthy volunteers and its effect on body mass when used long-term in overweight and obese people. Journal of International Medical Research, v. 35, n. 6, p. 900-908, 2007. (Artigo)

ONAKPOYA, Igho; TERRY, Rohini; ERNST, Edzard. The use of green coffee extract as a weight loss supplement: a systematic review and meta-analysis of randomised clinical trials. Gastroenterology research and practice, v. 2011, 2010. (Artigo)

Assine a Revista Labdoor

Scroll to top